Pages

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Apodi ganhará Centro de Internação de Adolescentes



APODI – O município de Apodi no Médio Oeste vai ganhar um Centro de Internação de Adolescentes – CIAD, que será edificado pela Fundação Estadual da Criança e do Adolescente - FUNDAC em parceria com a Prefeitura Municipal.
A prefeita da cidade, professora, Goreti Silveira Pinto (PMDB) na companhia do vereador Nilson Fernandes e secretaria da Mulher e Igualdade Racial, assistente social, Itamara Sena, secretario do Desenvolvimento e Assistência Social, Antonio Laete, Coordenador da Comissão Municipal do Selo UNICEF, Marcilio Reginaldo, chefe de gabinete civil, Klinger Diniz, participaram na tarde dessa quarta-feira, no Palácio Francisco Pinto, sede do executivo apodiense, de uma reunião com a Assessoria de Planejamento da FUNDAC, representada pelo tenente coronel da PM, Jose Leão Filho, Dionísio Carneiro e o comandada da 3ª Companhia de Policia Militar, capitão Inácio Brilhante Araujo Filho para debater o importante assunto.
O encontro teve o objetivo de articulação de convênios entre a Fundac e a prefeitura de Apodi, para o processo de regionalizar o sistema educativo, além da implantação de um Centro de Internação de Adolescentes – CIAD – na cidade de Apodi que atendera jovens das cidades de Felipe Guerra, Itaú, Severiano Melo, Felipe Guerra e Rodolfo Fernandes.
A prefeita Goreti Pinto disse que irá adiantar o processo de viabilização da construção do CIAD em Apodi, que é de necessidade urgente no município e dos demais pertencentes à área de abrangência da Comarca de Apodi, para isso será preciso um espaço com o limite de até 60.000m². "Apodi precisa de um espaço para que esses educandos sejam atendidos, acolhidos e pretendemos viabilizar isso logo." declarou Goreti Pinto, prefeita de Apodi que fará a doação do terreno em local ainda a ser definido.
A equipe da Fundac está comprometida com eficiência dos resultados para os municípios do RN, que tanto necessitam dessa parceria e que acreditam que a municipalização só trará benefícios e melhorias para a sociedade em geral.
Serão investidos no CIAD de Apodi mais de R$ 3.500.000,00 (três milhões e quinhentos mil reais). Os recursos serão garantidos através de uma parceria entre os governos municipal, estadual e federal.
O CIAD de Apodi terá capacidade para a Internação Provisória (45 dias) de adolescentes do sexo masculino e feminino que aguardam sentença judicial, receberá jovens somente dos municípios de Apodi, Felipe Guerra, Severiano Melo, Itaú, Rodolfo Fernandes, que não mais precisaram ser transferidos da região para unidades de Mossoró, Caico e Natal, longe de suas famílias.  
Todos os profissionais que atuarão no atendimento aos educandos participaram de uma capacitação específica promovida pela Fundação, entidade governamental responsável por formular e aplicar, em todo o Estado, a política de proteção aos direitos da criança e do adolescente.
Os adolescentes internados no CIAD terão oficinas de informática, oficinas profissionalizantes e atividades esportivas, aulas normais, de acordo com a grade curricular, além de aulas de reforço, alimentação e acompanhamento feito por psicólogos, pedagogos, educadores físicos e outros profissionais. O CIAD será referência no atendimento ao adolescente, em cumprimento de medidas socioeducativas.
Para o comandante da 3ª Companhia de Policia Militar de Apodi, capitão Inácio Brilhante e o delegado de Policia Civil, Claiton Pinho, a construção do CIAD ajudara muito a melhorar o trabalho da policia. “Hoje não temos um local adequado aqui na região de Apodi para Internação Provisória dos menores”, destacou o delegado Clainto Pinho que sempre encaminha para Mossoró ou Natal.
OUTRAS CIDADES – Além de Apodi, cidades como Assu, Pau dos Ferros e Caíco também serão contemplados com unidades do CIAD e do Centro Educacional (Ceduc).
 
  • REDE DE PROTEÇÃO
 Agentes de Saúde são capacitados para combater violência domestica contra mulheres em Apodi

APODI – Com a finalidade de combater a violência doméstica contra a mulher.  A Secretaria Municipal da Mulher e da Igualdade Racial promoveu uma capacitação com os profissionais como Agentes Comunitários de Saúde, enfermeiros e técnicos de enfermagem e outros profissionais que atuam na área da saúde do município.
A capacitação aconteceu no Centro de Saúde de Apodi e treinou os profissionais da saúde para identificar sinais de violência doméstica contra as mulheres durante as visitas domiciliares e atendimentos feito pelos Agentes de Saúde. A palestra foi ministrada pela assistente social, Isiany Medeiros, psicóloga Inalda Silva e Assistente Social e Secretaria da Mulher e Igualdade Racial, Itamara Senna.
A secretaria, Itamara Senna, destaca que o principal objetivo da capacitação é criar uma rede de atenção às mulheres e preparar a sociedade para identificar e denunciar possíveis situações de violência doméstica. “A grande importância em capacitar os agentes de saúde, profissionais esses que diariamente mantém mais contato com a realidade da população, esse treinamento vai aumentar a rede de proteção”, disse Itamara. 

Fonte: Ascom Prefeitura Apodi

Um comentário:

  1. FAVOR PUBLICAR:

    http://aloeducacaoapodi.blogspot.com/2011/05/para-que-os-professores-da-pma-pagam.html

    ResponderExcluir